POLÍTICA

Prefeita de Brasileia é expulsa do PT por infidelidade partidária


A direção estadual do PT (Partido dos Trabalhadores), decidiu expulsar da sigla a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, por infidelidade partidária. O estopim foi o apoio dado por ela a Gladson Cameli (PP) nas eleições deste ano, uma vez que Jorge Viana, que era de seu partido, também estava na disputa.

Também estão em julgamente sobre a mesma infidelidade os vereadores Elenilson Santos e Lessandro Lopes, que terão seus futuros no partido decididos no dia 22 deste mês. Dois outros prefeitos, Jerry Correia e Isaac Lima, respectivamente, de Assis Brasil e Mâncio Lima, também serão julgados pelo mesmo motivo.

Segundo o presidente estadual do PT, Cesário Campelo Braga, a decisão foi tomada em reunião do diretório com quórum deliberativo nesta segunda-feira (12).

Fernanda Hassem esteve dividida nas eleições deste ano também com sua sogra, Vanda Milani (PROS), que disputou o Senado na chapa de Sérgio Petecão (PSD), que disputou tanto contra seu partido, como contra Gladson. Seu marido, Israel Milani, disputou como deputado federal pelo Republicanos, partido presidido pelo filho de Marcio Bittar (União Brasil), que pertence a outro grupo político e também disputou o Governo.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, amante de meditação e da boa cozinha. Contato: andersonsiqueira.br@gmail.com