APÓS CONDENAÇÃO

Ex-goleiro do Rio Branco, Bruno Fernandes pede exame de DNA para confirmar se é pai do filho de Eliza Samúdio


O ex-goleiro do Rio Branco FC, Bruno Fernandes, condenado pela morte da ex-companheira Eliza Samúdio em 2010, pediu a Justiça para que autorize um exame de DNA para confirmar se é pai de Bruninho, filho que teve com ela.

A intenção de Bruno é conseguir escapar da condenação de R$ 650 mil em indenização que deve pagar ao filho por danos morais e materiais.

De acordo com o advogado do ex-atleta, Wilton Edgar da Costa, o reconhecimento da paternidade foi baseado em um depoimento prestado por Bruno durante as investigações sobre a morte de Eliza Samudio.

À época dos fatos, a Justiça reconheceu a paternidade após Bruno relatar que, a partir de relatos de Eliza Samudio, Bruninho seria seu filho. Entretanto, a defesa contesta a oficialização do reconhecimento sem que seja feito um exame de DNA.

Ainda segundo o defensor, o ex-goleiro não teria condições financeiras de arcar com o pagamento da indenização, nem consegue arrumar um emprego para seguir a vida.

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.