POLÍTICA

Edvaldo Magalhães visita viveiro de mudas de café em Mâncio Lima e destaca potencial da cafeicultura no Acre


O plantio de mudas de café do Viveiro Vô Raimundo, em Mâncio Lima, coordenado pelo engenheiro agrônomo Romualdo Marques, é de encher os olhos de satisfação. O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), incentivador da cafeicultura no Estado, esteve lá na última segunda-feira (24) para conferir de perto o trabalho feito. Ele destacou o protagonismo de Mâncio Lima na produção de café.

“Acompanhei de perto a qualidade das mudas de café produzidas pelo viveiro. Isso é fruto do esforço para a implantação de uma cultura que em pouco tempo já apresenta grandes resultados em Mâncio Lima. Sem dúvidas, Mâncio Lima se tornou um polo produtor de café no Vale do Juruá”, disse o parlamentar ao lembrar que no Orçamento do Estado executado em 2022, foram destinados R$ 6 milhões para a cultura do café. No final do ano passado, ele apresentou emenda de R$ 20 milhões para o Orçamento da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio para ser utilizado na cafeicultura e na produção de frutas.

Para este ano, só em Mâncio Lima, serão plantadas mais de 700 mil mudas de café. Com isso, o Acre começa a entrar no mapa do café no Brasil, aliando técnica à preservação dos recursos naturais e, assim, garantido, bons resultados no campo, sobretudo para os agricultores da Agricultura Familiar. “Sem dúvida, o café é uma riqueza verde, um orgulho para todos nós”.

Post navigation

Redação

O Correio 68 é um site de notícias fundado em 2020 que tem o compromisso de trazer tudo o que o acreano precisa saber para se manter bem informado.