DECISÃO

STF mantém prisão de 5 bolsonaristas detidos no Acre por atos antidemocráticos


O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, concedeu liberdade para dois dos nove presos por atos antidemocráticos no 4º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva), entre eles Moema Anutes, irmã da ex-governadora do Acre, Iolanda Lima.

As prisões ocorreram no último dia 9, data seguinte ao da invasão em Brasília que resultou em depredação nas sedes do Palácio do Planalto, Congresso Nacional e STF, na Praça dos Três Poderes.

Entre os nove, cinco tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva, são eles: Alan Fonseca de Oliveira Lima, Edson Fernandes Souza da Silva, Silas Januário Lima, Ivanete Vitalli e Amilcar Melo de Araújo; sendo este último conhecido como sósia de Jair Bolsonaro no estado.

Outras duas pessoas, Eder Jhonson Rodrigues Silva Taveira e Michele Lacerda Faria, não constam nas listas divulgadas pelo STF, nem como presos preventivos e nem como liberados mediante medidas cautelares.

No total, o STF analisou 1.459 atas de audiência relativas a 1.406 detidos por atos antidemocráticos em todo o país. Desses, 942 pessoas tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva e 464 obtiveram liberdade provisória, mediante medidas cautelares, e poderão responder ao processo com a colocação de tornozeleira eletrônica entre outras medidas.

Post navigation

Anderson Siqueira

Editor-chefe, escritor, amante de meditação e da boa cozinha. Contato: andersonsiqueira.br@gmail.com